Comentários

Fornix, anatomia, função e distúrbios

Fornix, anatomia, função e distúrbios

Existe uma estrutura importante composta de substância branca Ele conecta diferentes regiões do cérebro. É a chamada fornix cujas funções são fundamentais para o correto funcionamento cognitivo. Hoje vamos falar sobre a anatomia, funções e problemas que podem causar danos nessa estrutura interessante do cérebro.

Conteúdo

  • 1 O que é o fornix?
  • 2 Anatomia do fornix
  • 3 Funções do fornix
  • 4 Distúrbios e problemas de Fornix

Qual é o fornix?

O fornix é uma estrutura em forma de C que se origina do hipocampo estendendo-se de lá para a área frontal do cérebro sendo arqueada ao redor do hipotálamo. A palavra fornix significa "arco" em latim e, durante muito tempo, através das descobertas do neuroanatomista James Papel, foi alegado que o fornix fazia parte do Circuito Papez, um conjunto de regiões do cérebro que, segundo o cientista, constituíam a "base anatômica das emoções".

O circuito de Papez foi constituído pelo hipocampo, o núcleo anterior de tálamo, o torção cinguladaa vez paracampal e os corpos mamilares. O fornix era o conector das estruturas deste circuito e sua participação era e continua sendo essencial. Mais tarde, o circuito de Papez deu origem ao que hoje é conhecido como sistema límbico, cujas funções são tão amplas que variam do processamento emocional ao movimento.

Fornix Anatomy

O fornix é composto de substância branca substância formada por fibras nervosas mielinizadas ou axônios de neurônios, que também é encontrada em estruturas muito importantes do cérebro, como a cerebelo, o tálamo ou o hipotálamo. O fornix está no telencéfalo, no meio dos dois hemisférios cerebrais. Sua estrutura é dividida em várias áreas onde podemos encontrar o corpo, duas projeções anteriores e duas subsequentes; portanto, também é conhecido como "cofre de quatro pilares". Essas colunas anteriores se conectam com os corpos mamilares, enquanto as colunas posteriores se conectam com os corpos das amígdalas.

Além disso, o fornix se conecta com as estruturas que fazem parte do sistema límbico e do sistema córtex cerebral sendo estruturas conectadas como o hipocampo, o tálamo ou o Área de Brodmann, localizado no lobo frontal. É por isso que atua como um conector que permite o bom funcionamento do cérebro como um todo.

Funções do fornix

A função mais clara do fornix é a de conectar as diferentes estruturas permitindo a transmissão de informações, sendo um comunicador essencial no cérebro. Sem a preservação normal dessa estrutura, o funcionamento cognitivo seria prejudicado.

O fornix atua como a principal via de saída do hipocampo, uma estrutura essencial para a formação da memória. É por isso que o fornix é comumente associado à participação do processo de consolidação de memóriaDe fato, quando ocorrem danos nessa estrutura, os problemas são frequentemente desencadeados nesse processo cognitivo.

Distúrbios e problemas de Fornix

Embora seja estranho que isso aconteça, há casos em que há uma ausência congênita dessa estrutura fibrosa. É o caso do holoprosencefalia, uma malformação cerebral na qual existe uma divisão do cérebro com déficit anterior. Além disso, existem problemas que podem afetar o fórnice, como tumores, herpes simplex ou esclerose múltipla, levando a diferentes problemas nessa estrutura.

Quando ocorre dano ao fornix, ocorre principalmente déficit no memória declarativa, o tipo de memória que nos permite lembrar de eventos ou eventos voluntariamente, como quando lembramos de um momento importante em nossas vidas. Dentro dos problemas na memória declarativa, é especificamente o memória episódica aquilo a que um dano ao fornix pode afetar em maior medida. Nesse tipo de memória, existe um registro autobiográfico através do qual podemos lembrar eventos específicos que fazem parte de nossa história.

Além disso, problemas nessa estrutura estão associados a um tipo de amnésia conhecido como amnésia anterógrada, uma perda de memória que nos impede de formar novas memórias e aprendizado, mesmo que nossa memória passada permaneça intacta.

Durante a doença de Alzheimer especificamente, há uma neurodegeneração dessa estrutura que geralmente está associada à deterioração cognitiva que essa doença produz nos afetados. Essa degeneração geralmente ocorre no início da doença e pode indicar e prever seu desenvolvimento subsequente, precedendo a degeneração do hipocampo, uma região cuja degeneração está associada de maneira importante aos sintomas cognitivos dessa doença.

Links de interesse

//pubs.rsna.org/doi/full/10.1148/rg.314105729
//www.healthline.com/human-body-maps/body-of-fornix
//www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9210244