Detalhadamente

Medo de solidão ou autofobia

Medo de solidão ou autofobia

O medo da solidão persegue muitas pessoas ao longo da vida. Isso é algo que pode levar a acabar estabelecendo relacionamentos insanos e prejudiciais em que não somos felizes. É o que na psicologia se chama autofobia. Vamos nos aprofundar nisso.

O que é autofobia?

Primeiro, vamos analisar o termo autofobia. Esta palavra se refere ao medo irracional de uma pessoa se sentir sozinha. Dessa maneira, a idéia de passar o tempo sozinha causa enorme ansiedade. Em suma, o termo autofobia refere-se literalmente ao medo que as pessoas têm sobre si mesmas.

Esse medo de ficar sozinho é natural de certa forma, já que as pessoas são seres sociais por natureza. Os seres humanos precisam sentir que pertencem a um grupo, pois isso os faz se sentir mais felizes.

Autofobia, no entanto, é um distúrbio que pode até ser diagnosticado. De fato, para a pessoa que sente essa fobia específica, seu maior medo é o isolamento e o sentimento de ser ignorado pelos outros.

Portanto, a autofobia ocorre quando uma pessoa tem medo de passar um tempo sozinha. De fato isso geralmente produz ansiedade bastante forte, já que é uma fobia que precisa ser tratada com ajuda profissional.

Consequências do medo da solidão

Experimentar a solidão é algo que ocorre especialmente quando não há interação social, embora também possa acontecer que as pessoas se sintam sozinhas mesmo quando estão cercadas por pessoas.

Isso geralmente acontece especialmente se a pessoa não se conecta com o resto ou se sente deslocada ou incompreendida por ela. Nesses casos, é natural sentir-se triste, mas não é exatamente o mesmo a que se refere a autofobia.

No caso da autofobia, pode até trazer problemas para a pessoa realizar suas atividades e tarefas diárias, pois você sempre precisará entrar em contato com outras pessoas que o acompanham.

Esse medo também pode levar a pessoa afetada a estabelecer relacionamentos insanos baseado exclusivamente nesse medo irracional. Portanto, ele deve ser monitorado e tentar enfrentá-lo para que não nos leve a tomar decisões inadequadas.

Além disso, o medo da solidão é muito perigoso, pois gera uma forte dependência emocional. Também causa insegurança na pessoa afetada, por isso é importante identificá-la para remediá-la e procurar um profissional para nos ajudar, se necessário.

E o medo da solidão pode nos faz não sermos capazes de tomar decisões como romper um relacionamento insano ou adotar uma atitude excessivamente complacente com outras pessoas, simplesmente para impedir que saiam do nosso lado.

Portanto, devemos entender o que levar decisões baseadas em medo e dependência É algo que não nos levará ao caminho certo, mas o contrário. Nestes tipos de casos, tenderemos a tomar decisões inadequadas.

No campo dos relacionamentos, por exemplo, ficar com outra pessoa por medo da solidão tem consequências. Devemos ter em mente que isso nos dará alívio a curto prazo, mas não é uma decisão que nos trará mais felicidade a longo prazo.

Uma das principais conseqüências de tomar esse tipo de decisão é que desistimos da possibilidade de encontrar outra pessoa que possa nos fazer mais felizes quando fechamos a porta para ela.

O medo da solidão também tem componentes sociais. Então, a maioria das pessoas prefere permanecer em um relacionamento porque eles acreditam que é "normal"; isto é, eles escolhem essa alternativa diante do medo do que dirão e por não se sentirem diferentes.

Portanto, para combater esse problema, é essencial trabalharmos com nossa própria auto-estima e autoconhecimento. É necessário aprender a estar conosco mesmos e desfrutar desses momentos de solidão, aceitando-nos como somos, com nossas virtudes e defeitos.

Só então teremos interagir com outras pessoas de maneira saudável, sem estabelecer dependências prejudiciais para ambas as partes. É, portanto, um importante compromisso da vida muito importante e que devemos fazer por nós mesmos e pelo nosso bem-estar e felicidade.

Concluindo, o medo da solidão é algo que deve ser combatido para evitar a contratação de relacionamentos que não nos fazem felizes. Para fazer isso, o que É melhor trabalhar para aprender a estar conosco mesmos, porque se não gerarmos dependência de outras pessoas, isso pode ser muito prejudicial.