Artigos

Como lidar com reclamações e reclamar com as pessoas?

Como lidar com reclamações e reclamar com as pessoas?

Ao longo de nossas vidas, todos experimentamos uma situação que consideramos vítimas. No entanto, existem pessoas que adotam a vitimização como um modo de vida. Portanto, neste artigo, você encontrará o chaves para lidar com este tipo de pessoas.

Conteúdo

  • 1 Por que as pessoas reclamam constantemente?
  • 2 Como um vitimista pode afetá-lo negativamente
  • 3 Características dos reclamantes e vitimizadores

Por que as pessoas estão constantemente reclamando?

Vítima Afinal, é uma maneira de lidar com o que acontece conosco. Todos nós já reclamamos de algo ou alguém em mais de uma ocasião, que é totalmente normal e, é claro, é humano! Mas quando se torna uma forma de comunicação habitual, há outra coisa. Se usamos a reclamação regularmente em nosso padrão de comunicação, estamos dizendo aos outros que nossa visão de mundo é caracterizada por estar associada a pessimismo. E uma pessoa vitimista tende a ver a realidade sempre de maneira negativa.

Com essa visão negativa do mundo, As vítimas criam uma relação de desconfiança constante com as pessoas ao seu redor, o que geralmente faz com que essas pessoas se sintam injustamente tratadas.

Também As reclamações, quando são muito persistentes e contínuas, fazem parte da vida dos vitimistas, que pode degenerar em sentimentos como raiva, raiva ou ressentimento, que acaba gerando uma pessoa que lamenta tudo e pode até mostrar desprezo pelas outras pessoas.

Além disso, o uso de vitimização é, para essas pessoas, uma maneira de manipular de outros, uma vez que manipulam a realidade para que tenham empatia e compaixão pelas pessoas ao seu redor.

Como uma pessoa vitimizada pode afetá-lo negativamente

Esse modo de ser, caracterizado por reclamações sobre tudo o que acontece na vida das vítimas, pode levar a uma vitimização crônica e até agressiva em que a pessoa cria um ambiente de constante desconforto.

As vítimas parecem culpadas de cada situação que eles percebem como negativa e, para isso, use estratégias diferentes É importante saber que não deve ser manipulado sem perceber.

Primeiro, uma das estratégias mais usadas pelos vitimistas é a chamada retórica centrista. Isso consiste em fazer com que a outra pessoa permaneça autorizada e falta de empatia, enquanto eles adotam o papel habitual de vítima.

Para conseguir isso, os vitimistas, em vez de fornecer argumentos válidos, eles tentam desqualificar qualquer ato ou argumento realizado pela outra pessoa, fazendo com que essa pessoa assuma subconscientemente o papel de atacante.

Da mesma forma, no caso de um vitimista estar em uma posição inferior em uma discussão, ele tentará sair dessa situação evitando a qualquer momento reconhecer qualquer falha de sua parte.

Outra estratégia usada pelos vitimadores é a conhecida chantagem emocional: Essas pessoas detectam as fraquezas das pessoas com quem lidam e as usam para fortalecer seu papel de vítimas e colocar outras pessoas no papel de atacantes.

Características das pessoas queixam-se e vitimizam

As vítimas mostram uma série de traços recorrentes de personalidade. Em geral, eles são caracterizados pelo uso de lamenta constantemente e por deturpar a realidade a fim de evitar sentimentos de culpa.

Uma das principais características dessas pessoas é que usar reclamações como reforço, de modo que, para eles, tudo o que acontece é culpa de outras pessoas ou circunstâncias fora de seu controle, que as isenta de culpa em qualquer situação.

É essa falta de culpa que os leva a assumir o papel de vítimas. Além disso, a vitimização é frequentemente associada a um precisa chamar a atenção e um desejo de destaque baseado em arrependimentos como reforço.

Como resultado de não assumir a responsabilidade por suas ações, as vítimas são culpadas em seu ambiente. Por ele, mostrar uma atitude desconfiada em relação aos outros, enquanto eles tendem a analisar em detalhes as atitudes de outras pessoas em busca de erros.

Isso os leva a gerar mais suscetibilidade ao lidar com os outros, que pode exagerar qualquer evento para limites patológicos. Portanto, as vitimistas acabam procurando sistematicamente por falhas em tudo ao seu redor.

A falta de responsabilidade por suas ações também significa que as vítimas são incapaz de fazer autocrítica, uma vez que não são responsáveis ​​por nenhuma de suas ações ou acreditam que há algo que devam mudar ou melhorar.

Da mesma forma, essas pessoas costumam ver os erros dos outros como algo intolerável, enquanto sempre tendem a justificá-los ou concebê-los como erros mínimos ou sem importância.

Finalmente, o problema subjacente de responsabilizar todos os outros é que pessoas vitimistas deturpam a realidade, tendendo a pensar que coisas positivas e negativas são estranhas à maneira como agem.

Esteja você lidando com pessoas vitimizadas ou se tornando um sem perceber, é importante entender por que essas pessoas agem de uma certa maneira e sabe como não se deixar levar por eles.